Crise do sistema colonial

O texto de Emília Viotti da Costa tem logo no início uma indagação “Que circunstâncias teriam levado á crise do sistema colonial tradicional? Para responder essa questão, precisamos antes de tudo entender como funcionada esse sistema. Este era baseado no trabalho servil, nos monopólios e no comércio limitado. A política mercantilista presente naquela época consistia na aliança entre Coroa, que buscava expandir seu poder e burguesia comercial que tinha como objetivo a acumulação de capital por meio do controle dos mercados. Faziam parte dessa burguesia comercial banqueiros e mercadores.

Entretanto, ocorreu a expansão dos mercados, um aumento na produção devido ao desenvolvimentos econômico  e isso, somado a crise do absolutismo dificultou a limitação dos mercados que como já foi dito, faz parte da base do sistema colonial daquela época. Aquele modelo já não era satisfatório, sempre gerando conflitos e começou a ser alvo de críticas, tornando sua existência cada vez mais deficiente.

As colônias eram exploradas, mas por outro lado, a metrópole também saía no prejuízo pois haviam muitos gastos provenientes dessa relação. Assim, podemos citar o Pacto Colonial como um gasto a mais que a metrópole tinha. Esse pacto dizia que a metrópole só poderia comprar da colônia.

O colonialismo estava prestes a ruir, entretanto, essa queda não se deu rapidamente em todas as partes. Isso porque cada região estava em processos diferentes e mudanças. Nas regiões onde havia mais resquícios da Revolução Francesa, essa decadência se deu mais rapidamente. Portugual, por exemplo, não possuía essa influência.

Aqueles que eram contra o colonialismo criticavam o poder real, afirmavam a soberania do povo e defendiam o direito ao livre desenvolvimento. Estudantes vindos da Europa, leitores de obras que falavam sobre revolução (por exemplo Rosseau), chegada de europeus a terras brasileiras… todos esses fatores contribuíram para a queda do sistema colonial no Brasil. Era o fim da divisão metrópole X colônia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s